Reino Unido investirá R$ 6,3 bilhões em descarbonização da indústria brasileira

Reino Unido investirá R$ 6,3 bilhões em descarbonização da indústria brasileira

Em reunião na tarde desta terça-feira (26/), Reino Uno e Brasil apresentaram o projecto de trabalho para o Hub de Descarbonização da Indústria no Brasil (HDIB), que prevê, entre outras ações, o investimento de 1 milhão de libras esterlinas para implementação de projetos de descarbonização da indústria. O objetivo é contribuir para que o Brasil cumpra as metas de redução das emissões de carbono em 50% até a COP30.

O concórdia de cooperação entre os dois países foi assinado no final do ano pretérito pelo vice-presidente e ministro do Desenvolvimento, Indústria, Transacção e Serviços, Geraldo Alckmin, e pela ministra de Segurança Energética e Net Zero do Reino Uno, Claire Coutinho.

O Hub de Descarbonização é uma plataforma de mobilização de parcerias para a descarbonização do setor industrial e facilitará o envolvimento entre atores nacionais e internacionais – parceiros bilaterais, fundos multilaterais, programas de assistência técnica, coalizões e iniciativas do setor privado e o governo do Brasil para mobilizar base à mitigação, transição e descarbonização de setores industriais.

O projecto de trabalho do Hub também prevê o base na elaboração da Estratégia Vernáculo de Descarbonização Industrial (ENDI) para implementar a missão 5 do Novidade Indústria Brasil (NIB); base à implementação dos planos setoriais de descarbonização para as indústrias de cimento e siderurgia e base à pesquisa e inovação, porquê o Projecto de Incubação para Descarbonização da Indústria.

Na reunião de apresentação do projecto, o secretário de Economia Verdejante, Descarbonização e Bioindústria do MDIC, Rodrigo Rollemberg, apresentou a Matt Toombs, diretor de Segurança Energética e Descarbonização (DESNZ) do Reino Uno, os avanços e desafios brasileiros para o setor, porquê o Programa Movimentar, cuja regulamentação foi assinada nesta terça-feira por Alckmin, em cerimônia no Palácio do Planalto, que contou com a presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O programa visa a descarbonização da frota automotiva brasileira.

“Também estamos avançando bastante na taxa regulatória, com o mercado de carbono, a regulamentação das eólicas offshore, o projeto que regulamenta o hidrogênio, o programa de aceleração da transição e o Combustível do Horizonte”, enumerou o secretário. “Queremos narrar com a expertise do Reino Uno. Analisando os erros e acertos já cometidos por eles, poderemos diminuir as falhas e açodar a descarbonização vernáculo”, avaliou.

Por: Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Transacção e Serviços