PF desmonta esquema internacional de tráfico de drogas

PF desmonta esquema internacional de tráfico de drogas

 

A Polícia Federalista deflagrou na manhã desta quinta-feira (4/4), a operação Oceano Azul, para combater um grupo de tráfico internacional de drogas e lavagem de verba que movimentou mais de R$ 50 milhões entre 2022 e 2023.

São cumpridos 15 mandados de prisão e 30 de procura e inquietação em seis cidades paraenses e em outros sete estados do país. Outrossim, há 27 mandados de sequestro de bens e 15 mandados de suspensão de atividades econômicas, expedidos pela 4ª Vara Federalista da seção judiciária do Pará.

No Pará, há mandados nas cidades de Vigia, Curuçá, Abaetetuba, Ananindeua, Belém e Altamira. Também há alvos em Roraima, Amazonas, Ceará, São Paulo, Rio Grande do Sul, Província Federalista e Minas Gerais.

A operação partiu de inquietação feita em 6/7/2022, quando foi encontrada uma tonelada de cocaína enterrada em um sítio no município de Curuçá/PA.

Com o prosseguir das investigações, a PF identificou um multíplice esquema de envio de cocaína para a África e Europa, por meio de barcos pesqueiros com origem no Pará.

A organização criminosa usava diversos “laranjas” e “testas de ferro” para dissimular os valores ilicitamente obtidos, mediante a constituição de diversas pessoas jurídicas.

Chamou a atenção dos policiais federais a geração de uma instituição bancária pelo grupo criminoso, na tentativa de legitimar e lavar o verba vindo de atividades delituosas.

O valor de R$ 50 milhões se refere unicamente ao que foi movimentado pelo núcleo investigado, entre 2022 e 2023; as investigações continuam.

Os dispositivos eletrônicos apreendidos serão periciados e analisados pela PF no Pará, no intuito de corroborar ou rejeitar as hipóteses criminais levantadas.

O nome da operação, Oceano Azul, é uma referência a uma das embarcações pesqueiras utilizadas pelo grupo criminoso.

Por: Polícia Federalista