Ministro dialoga sobre elaboração do novo Plano Safra com sistema cooperativista

Ministro dialoga sobre elaboração do novo Plano Safra com sistema cooperativista

Na ocasião, recebeu um documento com propostas da categoria e reforçou a valia do debate para a construções de medidas mais adequadas

Nesta quarta-feira (27), o ministro da Cultura e Pecuária, Carlos Fávaro, reuniu-se com representantes do cooperativismo agropecuário e recebeu o documento “’Propostas do Sistema Cooperativista ao Projecto Safra 24/25”, que é desempenado com as demandas atuais da categoria. O encontro foi realizado na sede da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB), em Brasília (DF).

“Essa iniciativa é muito importante, porque não se limita à teoria e vai para a prática. Esse documento tem base no dia a dia do produtor, do empresário, de toda a ergástulo. Traz essa veras em forma de proposta, que são fundamentais para a gente atender melhor o setor”, destacou o ministro Fávaro. “As portas estão sempre abertas para sugestões. Nós vamos juntos fazer um Projecto Safra mais estruturado, mais inovador e contemporâneo. Vamos pensar juntos para ele ser ainda melhor”, completou.

O documento entregue pelo Sistema OCB contém sugestões para o novo Projecto Safra e visa aprimorar políticas agrícolas. Entre as diversas propostas estão as melhorias no entrada ao seguro rústico, a ampliação das linhas de crédito e a elevação dos limites de contratação por tomador, além da redução das taxas de juros. Também é realçado o fomento ao entrada das cooperativas agropecuária porquê beneficiárias estratégicas para a efetividade e a capilaridade de programa de promoção de sustentabilidade ambiental.

O presidente do Sistema OCB, Márcio Lopes de Freitas, reforçou a valia do movimento cooperativista para a formulação de um projecto agrícola e pecuário. “O movimento cooperativo é a mola propulsora desse processo de prosperidade do campo. Nossas propostas buscam ajudar na construção do caminho”, pontuou. “Tivemos um último Projecto Safra muito adequado, atendendo as necessidades do setor. Nossas sugestões são para continuar crescendo. Nós queremos erigir soluções juntos”.

Por: Ministério da Cultura e Pecuária (Planta)