Consulta pública sobre LDO revela que participação social é prioridade

Consulta pública sobre LDO revela que participação social é prioridade

A Lei de Diretrizes Orçamentárias para 2025 deve instaurar as linhas para o orçamento do governo federalista do ano que vem

 

A consulta pública sobre a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) apontou a participação social nos ciclos orçamentários nacionais porquê o tema principal. O resultado também mostrou proposta para produzir o orçamento participativo. A LDO determina as diretrizes para os orçamentos anuais da União.

O levantamento da opinião de cidadãs e cidadãos brasileiros foi realizado por iniciativa da Secretaria de Orçamento e Finanças (SOF) do Ministério do Planejamento e Orçamento por meio da plataforma do dedo Participa+ Brasil sob a coordenação da Secretaria Vernáculo de Participação Social da Secretaria-Universal da Presidência da República.

A proposta mais votada pelos participantes foi: “Porquê prioridade e meta da gestão pública federalista para o manobra de 2025, é necessário confirmar a participação social, através do Orçamento Participativo Vernáculo (OP-BR), na definição das prioridades da Proposta da Lei Orçamentária 2025 (PLOA 2025).”

A realização do Orçamento Participativo está prevista no Projecto Plurianual 2024-2027 (PPA Participativo) realizado no ano pretérito, sancionado pelo Congresso Vernáculo e sancionado sem vetos pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

O Meio Envolvente foi outro tema que predominou. Os usuários manifestaram ser fundamental debater as pautas ambientais. E opinaram que o governo federalista, diante dos graves impactos ambientais, juntamente com outros governos, deve enfrentar os riscos ambientais e as mudanças climáticas.

Por: Secretaria-Universal da Presidência da República