Aberta a consulta pública de publicação sobre Política de Assistência Social em emergências para migrantes

Aberta a consulta pública de publicação sobre Política de Assistência Social em emergências para migrantes

Material faz segmento da estruturação de estratégias de proteção e inclusão social do público migrante no país. Interessados podem contribuir até 5 de abril

 

A Secretaria Pátrio de Assistência Social (SNAS) do Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Lazeira (MDS), abriu consulta pública para contribuições ao material “Orientações para a Atenção a Crianças e Adolescentes Migrantes Internacionais e suas Famílias no Contextura do Sistema Único de Assistência Social (SUAS)” . Interessados poderão colaborar, até 5 de abril, com o teor da versão preparatório do material. Questões de formatação e diagramação serão ajustadas na publicação final.

O documento é resultado da parceria da SNAS com a OIM, Sucursal da ONU para as Migrações, e é complementar a publicação “Orientações para o Atendimento a Migrantes Internacionais no Sistema Único de Assistência Social (SUAS)”, que conta com orientações gerais voltadas à qualificação do atendimento a pessoas migrantes. A recomendação é que sejam lidos de forma complementar, ao acessar aqui .

A consulta pública visa permitir a tributo de gestores, conselheiros, trabalhadores e usuários do SUAS, assim uma vez que parceiros e a sociedade em universal acerca do documento. É desejável que atores que trabalham no Sistema Pátrio de Proteção e Resguardo Social, Saúde e áreas que atuem durante emergências também possam dar suas contribuições.

O material faz segmento da estruturação de estratégias de proteção e inclusão social do público migrante no país. Reúne orientações gerais que podem estribar gestores e trabalhadores na atenção a esse público, com recomendações específicas acerca da proteção da convívio familiar e comunitária de crianças e adolescentes migrantes e o debate entre diversos atores ao longo do projeto. Isso contribuiu para a ampliação de conhecimentos sobre as especificidades existentes, assim uma vez que apresentar casos, uma do município de Esteio e outra da organização Junta de Missões Nacionais, que podem contribuir para estribar a gestão e os trabalhadores do SUAS que atuam com esse público em outras localidades do país.

Clique aqui para ter entrada ao documento para consulta.

As contribuições serão recebidas até dia 05/04/2024, enviadas exclusivamente para o e-mail [email protected] .

Por: Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Lazeira (MDS)